CONHEÇA NOSSO BLOG
20Set
idosos vivendo diversão na terceira idade

Como aliar a diversão na terceira idade à saúde?

Envelhecer pode parecer um sinal de manter uma vida mais pacata e com pouca diversão. Entretanto, essa não deve ser uma realidade. Até mesmo, por conta de fatores ligados à saúde estarem diretamente atrelados ao bem-estar e prazer. Pensando nisso, a Saver Home não poderia deixar de tratar sobre esse ponto tão importante! Continue a leitura deste artigo e veja como é possível garantir a diversão na terceira idade sem prejudicar a saúde.

Quais são as formas de garantir a diversão na terceira idade?

idoso tirando selfie

Quando o final de ano se aproxima, é normal surgirem mais comemorações. Desta forma, não descuidar da saúde é muito importante para aproveitar todos os momentos sem correr riscos. Alguns fatores como manter uma boa alimentação prévia, praticar exercícios e outras atividades que sejam entusiasmantes são de suma eficácia para garantir a existência da diversão na terceira idade. Assim, com cautela e responsabilidade é possível atingir um bom nível de saúde nos âmbitos físico e mental.

Na sequência, falamos mais sobre os pontos que podem tornar a diversão muito mais saudável. Confira!

Alimente-se bem

A alimentação é o primeiro ponto a ser destacado quando o assunto é diversão na terceira idade. Antes de iniciar qualquer atividade é importante entender como a boa alimentação pode interferir de modo direto na saúde. Por isso, se um idoso consumiu muitos produtos industrializados ao longo da vida, é provável que durante a terceira idade algumas consequências dessa má alimentação irão aparecer. Uma boa forma de tentar reverter esse processo é investir em uma dieta rica em frutas, legumes e verduras. A redução de produtos não naturais pode gerar muito mais vigor, energia e impedir o aparecimento de doenças como hipertensão e diabetes.

Aqui, vale destacar que o consumo de água também deve estar incluso como parte de um bom hábito alimentar. Embora os idosos sintam menos sede, eles possuem menor quantidade de água no corpo do que um adulto e são capazes de se desidratar com maior facilidade. Por isso, beber água, ainda que não exista a necessidade de ingerir líquidos, é algo que deve ser levado em conta. Uma forma, nesse sentido, é regular a quantidade de bebidas fazendo uso de aplicativos.

Lembre-se que manter a quantidade correta de líquidos no organismo previne confusão mental.

Faça alongamentos

Considerando que os idosos tenham uma alimentação adequada, uma boa primeira forma de investir em exercícios é começar por alongamentos. O ideal é realizá-lo, no mínimo, três vezes por semana. Essa prática é benéfica para melhorar a postura, aumentar a flexibilidade, manter o controle da respiração e ativar a circulação sanguínea.

No entanto, é preciso ter cuidado na realização do alongamento. Quanto mais forte, maior a probabilidade de distender alguma musculatura. Por isso, deve-se progredir na intensidade de sua realização.

idoso se exercitando na praia

Pratique caminhadas ao ar livre

Ainda na busca de atingir a diversão na terceira idade aliada à saúde está a prática de caminhadas ao ar livre. Dentre todos os tipos de exercício, esse é o mais fácil de ser realizado, por conta de não exigir uma habilidade prévia. A ideia, nesse sentido, é simplesmente colocar a pessoa idosa em movimento e em contato com outras pessoas que estejam no mesmo ambiente que ela. Por isso, até mesmo questões como horários não são preestabelecidas.

Tal qual os alongamentos, que abordamos anteriormente, as caminhadas também possuem muitos benefícios. Dentre os principais, é possível destacar a prevenção à osteoporose e a diminuição da sensação de sonolência. Com isso, ela estimula o aumento de estímulos elétricos. Estes, facilitam a absorção de cálcio pelo organismo e gera picos de adrenalina, o que resulta na qualidade do sono durante a noite, respectivamente.

Dance

Quem disse que uma pessoa na terceira idade não pode dançar? A dança está entre as atividades físicas mais recomendadas para idosos. Além de funcionar como um grande estímulo para o corpo, ela contribui para o aumento da coordenação motora. Além de atuar no combate à depressão. Sendo assim, como não dizer que ela é uma grande fonte de diversão na terceira idade?

A marcação de passos nas coreografias também pode servir como um estimulante para a memória do praticante.

Ouça músicas que façam recordar a juventude

idosa ouvindo musica enquanto se exercita no parque

Ouvir músicas que recordem o tempo de juventude e tentar acompanhá-las também é uma tarefa que vai ao encontro da diversão na terceira idade. A música consegue reportar o idoso às suas experiências e gerar a sensação de pertencimento ao tempo presente. Devido a isso, pode ser utilizada como um recurso terapêutico e estimulante para promover a melhoria da atividade corporal.

Ao cantar, a pessoa idosa pode reconhecer sensações físicas internas. Isso pode resultar no autoconhecimento e identificação de suas emoções.

Portanto, quando os cinco pontos tratados ao longo deste artigo são aplicados é possível chegar atingir a diversão na terceira idade sem quaisquer empecilhos. Com a saúde conservada, autoestima e segurança sobre si mesmo, o idoso poderá ter experiências únicas!

No blog da Saver Home você pode encontrar mais artigos a respeito deste e mais temas para enriquecer seu conhecimento! Os recursos tecnológicos para a segurança do idoso, atitudes que colaboram para o tratamento da doença do século, importância dos cuidados pós-operatórios e muito mais estão lá!

Compartilhe: