CONHEÇA NOSSO BLOG
07Maio
tipos de curativos para feridas

Quais são os principais tipos de curativos para feridas?

Atualmente, existem muitos tipos de curativos com formas e propriedades diferentes. Eles são utilizados por médicos e enfermeiros quando há necessidade de tratar lesões na pele. No entanto, deve haver um certo cuidado no seu manuseio, pois cada cobertura estéril é específica para determinado tipo de ferimento. O meio terapêutico serve para promover a cicatrização e prevenir contaminações e infecções. Para conhecer melhor cada tipo de curativo, continue lendo este artigo da Saver Home!

Conheça os tipos de curativos

Antes de identificar os tipos de curativos de forma profunda, deve-se entender que eles se dividem em passivos e ativos. As coberturas passivas são aquelas fabricadas com produtos que protegem a ferida, como gaze, algodão e esparadrapo. Por sua vez, as coberturas ativas têm como finalidade fornecer um ambiente úmido e limpo para estimular a cicatrização.

Alginato

As fibras de alginato são derivadas de algas marinhas. Ao interagirem com a ferida, sofrem alteração e estrutural e transformam-se em um gel suave. Esse material absorve a exsudação — excesso de secreção produzido nas feridas. O alginato é indicado para feridas com exsudação em grande ou moderada quantidade. Sua cobertura deve ser feita com gaze e fita adesiva.

 

Hidrocoloide

As coberturas com hidrocoloide são impermeáveis à água. O curativo age como uma segunda pele, isolando as bactérias da ferida do meio externo. Evita o ressecamento e a perda de calor, e mantém o ambiente úmido ideal. Pode durar até 7 dias.

É um dos tipos de curativos indicados para ferimentos com pouca ou moderada exsudação. Inclusive, são fáceis de aplicar em áreas de articulações, como cotovelo.

Carvão ativado

É uma cobertura composta por tecido de carvão ativado, impregnado com prata. Exerce uma ação bactericida envolta por uma camada de não tecido selada em toda a sua extensão. Indicado para feridas com mau odor, sendo mais eficaz para cobertura de lesões infectadas e exsudativas. Assim como os alginatos, esse é um dos tipos de curativos que necessitam de cobertura.

Hidrogel

Entre os tipos de curativos mais eficazes, está o hidrogel. O material promove hidratação nas lesões, sendo elas secas, superficiais, profundas, com ou sem infecção, necrose ou esfacelo. Proporciona um ambiente úmido o suficiente para ajudar na recuperação de úlceras, queimaduras de segundo grau e necroses.

 

O hidrogel tem propriedades incríveis. Além de proporcionar alta hidratação das terminações nervosas, também alivia o sofrimento do paciente. A cobertura permite que a ferida necrosada descole da pele sem causar dor à pessoa.

Antissépticos

Um dos tipos de curativos utilizados para inibir crescimento de microrganismos em tecidos vivos, pele e mucosas. Consistem em agentes biocidas, bem simples e fáceis de aplicar. Os mais recomendados são álcool 70%, clorexidina tópica e PVP-I tópico.

Gostou do nosso artigo sobre tipos de curativos? Visite o blog da Saver Home! Lá, você encontra informações interessantes sobre intolerância alimentar, locação de equipamentos hospitalares, diferenças entre dieta enteral e parental e muito mais!

A Saver Home é uma empresa de home care no RJ que presta o melhor serviço de assistência contínua para pacientes acamados. Oferecemos cuidador de idosos, suporte para internação domiciliar, enfermagem domiciliar, entre outros serviços. Entre em contato para que possamos lhe ajudar!

Compartilhe: